Skip to content
Anúncios

O passado gosta de chamar-se futuro – Victor Hugo

Town with tumbledown bridge, 1847, Victor Hugo

Town with tumbledown bridge, 1847, Victor Hugo (French Writer and Draughtsman, 1802-1885), pen, brown-ink wash, black crayon, watercolour and stencil on vellum paper, partly scraped, 137 x 209 mm, Private Collection

Enquanto esperamos, estudemos as coisas que já não existem. É preciso que as conheçamos, ainda que seja unicamente para evitá-las. As contrafações do passado às vezes tomam falsos nomes e se denominam, de bom grado, futuro. Esse fantasma, o passado, é muito sujeito a falsificar o seu passaporte. Tomemos cuidado com essas armadilhas. Desconfiemos. O passado tem um rosto, a superstição; e uma máscara, a hipocrisia. Descubramos-lhe o rosto e arranquemos-lhe a máscara.

(Victor Hugo. In: Os Miseráveis. Trad. e notas Frederico Ozanam Pessoa de Barros. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2002, p. 455)

Anúncios