Skip to content

Homens e Amizade – Thabiti Anyabwile

David and Jonathan, 1642, Rembrandt Van Rijn

David and Jonathan, 1642, Rembrandt Van Rijn (Dutch Baroque Era Painter and Engraver, 1606-1669), Oil on panel, 73 x 61.5 cm (29 x 24 in), State Hermitage Museum, St Petersburg, Russia

Como os homens cultivam a intimidade que leva a amizade profunda? Bem, talvez não exista qualquer atividade ou programa que inspire, imediatamente, a intimidade sem aquela outra atividade temida: o compartilhar. Aqui no Caribe, posso ouvir as vaias e os gritos de desprezo nos jogos de basquete. Não podemos assistir ao jogo e celebrar apenas com aplausos os pontos marcados pelo nosso time?

Estou com vocês, amigos. Sim, estou mesmo. Mas, das centenas de homens que tenho visto assistindo a jogos, das centenas de homens com os quais tenho jogado basquete, poucos deles integrariam a minha lista de amizades profundas. Certamente, esse tipo de convívio nos proporciona associações amplas, mas não tende a cultivar a lealdade e a profundidade necessárias para suportar o peso da verdadeira amizade.

A diferença entre os homens com os quais tenho jogado basquete e os que considero amigos está na quantidade das coisas que compartilhamos de nós mesmos. Os amigos compartilham aquilo que é significativo. Assumem o risco ousado de serem transparentes, compartilhando os fardos, as esperanças, as alegrias, os temores, os fracassos, os triunfos, os problemas e as soluções. Quanto a isso, o nosso modelo não é outro senão o próprio Jesus Cristo. Quando ele chamou os seus discípulos de “amigos”, em João 15, a base daquela amizade era o que Jesus compartilhava com eles. “Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas tenho-vos chamado amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos tenho dado a conhecer” (Jo 15.15).

Muitos homens não compartilham amizades profundas porque o compartilhar os torna vulneráveis. O fato irônico é que eles anelam por amizades profundas, mas escolhem o caminho que os impede de tais amizades.

(Thabiti Anyabwile. Pastor da Primeira Igreja Batista, nas Ilhas Grand Cayman. Possui bacharelado e mestrado em psicologia obtidos na North Carolina State University. Tem sido convidado como preletor em diversas conferências e seminários nos Estados Unidos e em outros países, é autor de artigos teológicos e livros, um deles, O que é um membro de Igreja Saudável?, Editora Fiel. Já esteve no Brasil como conferencista da mesma editora. Artigo completo aqui.)