Pular para o conteúdo
Anúncios

“Chegou assim aos quarenta anos” – Machado de Assis

Machado de Assis, 1839-1908Não, leitor, não me esqueceu a idade da nossa amiga; lembra-me como se fosse hoje. Chegou assim aos quarenta anos. Não importa; o céu é mais velho e não trocou de cor. Uma vez que lhe não atribuas ao azul da alma nenhuma significação romântica, estás na conta. Quando muito, no dia em que perfez aquela idade, a nossa dona sentiu um calafrio. Que passara? Nada, um dia mais que na véspera, algumas horas apenas. Toda uma questão de número, menos que número, o nome do número, esta palavra quarenta, eis o mal único. Daí a melancolia com que ela disse ao marido, agradecendo o mimo do aniversário: “Estou velha, Agostinho!”

(Machado de Assis, 1839-1908. In: Esaú e Jacó. Rio de Janeiro: Livraria Francisco Alves Editora, 1976, p. 37)

Anúncios